15 março 2008

Câmeras digitais, escolha a sua!


Olá pessoal!

Como constantemente várias pessoas e amigos me perguntam "qual a melhor câmera digital ?" ou, "quero uma câmera para filmar e tirar fotos com boa resolução" ou ainda "quero uma câmera bem fininha com execelente qualidade", hoje vou tentar passar algumas idéias e pontos que devemos ter em mente antes e durante a compra de câmeras digitais.


As câmeras digitais se mantêm firmes e fortes entre os eletrônicos mais desejados. O problema, para a maioria das pessoas, é decidir qual modelo comprar ou pedir de presente. Se este é o seu caso, tente responder as perguntas abaixo e saiba, desde já, que não existe uma resposta padrão para “qual câmera comprar” – tudo depende do perfil e expectativas de cada pessoa.


1 – Quantos megapixels? Tanto faz. Sério. Acima de cinco eles não fazem mais diferença alguma para a maioria dos usuários de câmeras compactas. Aliás, em alguns casos, mais megapixels podem até piorar a qualidade da imagem.
2 – Compacta ou reflex? Apesar do preço ter caído muito, as câmeras reflex (aquelas grandonas, com lentes intercambiáveis) não são para qualquer um. Exigem a compra de lentes caras e são um verdadeiro trambolho. Na dúvida, compre uma compacta.
3 – Quão compacta? Segmentos que vão das ultracompactas, fininhas que cabem no bolso da camisa, até as “SLR-like”, de corpo avantajado e lente protuberante, com pinta de reflex. Você prefere portabilidade ou mais recursos e zoom?
4 – Quanto zoom? Por falar nele, esta é uma das decisões mais difíceis. Zoom (ótico, sempre) de mais de 4X implica em lentes maiores que comprometem a portabilidade da câmera. Logo, melhor ficar entre 3 e 4X ou pular direto para 8X ou mais.
5 – Só o número de “X” importa? Não mesmo. Cada vez mais é importante olhar outras características da lente. Quanto menor o número da abertura máxima, melhor e, para muita gente, um zoom grande angular, partindo de 28mm, é fundamental.
6 – Preciso de estabilizador? Quase todas as câmeras novas têm algum tipo de estabilização. Ela é fundamental em zooms mais poderosos e pode ajudar até nas câmeras de menor alcance, mas deve ser sempre ótica/mecânica, e nunca digital.
7 – Metal ou plástico? No território das ultracompactas, as metálicas são menores e mais estilosas, mas custam mais caro. Nos modelos maiores, corpo metálico é sinônimo de resistência para agüentar a rotina dos profissionais. E, novamente, preço maior.
8 – E os acessórios? Pilhas recarregáveis ou bateria extra são fundamentais, assim como um cartão de memória de 1 GB ou mais, cada vez mais baratos. Como os do padrão SD são os mais usados, o ideal é comprar uma câmera que aceite este tipo.
9 – Filma eu? Quase toda câmera fotográfica digital moderna também serve para filmar, mas algumas produzem vídeos bem melhores que outras. Se você quer o recurso, procure modelos com tempo de gravação ilimitado e qualidade de DVD ou superior.
10 – Qual a marca? Nossa resposta é sempre a mesma. Pense nas empresas que você associaria a fotografia dez anos atrás e fique com elas. Como é a qualidade ótica que faz diferença, melhor comprar câmera de fabricante de câmera.


Bem pessoal, acredito que com essas perguntas só falta agora vocês comprarem a sua câmera digital e tirarem aquelas fotos! Mas se ainda assim não conseguirem decidir, pode deixar que dou sempre uma dica!

Ah! Vale a pena também analizar os novos celulares no mercado com a chegada da tecnologia 3G, os modelos vem equipados com muita tecnologia e câmeras fantásticas, mas isso é assunto para um outro post.

Um grande abraço e até a próxima.